Materiais de Formação para o XXXVI Encontro Nacional dos Estudantes de Farmácia

 XXXVI ENEF - 2013

Com o objetivo de organizar os debates  e acúmulo de nossa executiva viemos disponibilizar um Caderno de textos para o XXXVI Encontro Nacional dos Estudantes de Farmácia  (ENEF). O XXXVI ENEF acontecerá nos dias 18 a 25 de agosto de 2013 em Curitiba no Parana e  terá como tema “Os desafios do Farmacêutico frente a Medicalização da Vida na Cultura de Consumo. Continuar lendo

Congresso Científico Brasileiro dos Estudantes de Farmácia (CCBEF)

O Congresso Científico Brasileiro dos Estudantes de Farmácia (CCBEF) é a atividade do ENEF voltada para a ciência. Essa apresentação básica já traz por si só alguns questionamentos primordiais. Pensemos inicialmente no mais essencial: o que diz respeito à ciência e à atividade propriamente dita. Que ciência é essa? Como montar essa atividade? Para compreendermos as questões que se colocam (e que já são bastante complexas), precisamos de referenciais. Os autores utilizados como referencia para a elaboração do projeto apresentado pelo DAFF-UFRGS nos dois últimos CoNEEFs  nesta lista são Edgar Morin e Paulo Freire. Ambos têm como uma das principais bases de suas obras o Marxismo. Desta forma, a contextualizaçã o da ciência e sua relação com a sociedade norteia este projeto. O conceito de complexidade, segundo Edgar Morin, nos demonstra que os conhecimentos sobre um objeto são conhecimentos mutilados se não estiverem articulados com o conhecimento dos sujeitos que estudam esse objeto. Isso já nos dá base para iniciar uma resposta à primeira pergunta colocada acima: só podemos compreender a complexidade da ciência se estudarmos também os sujeitos que fazem essa ciência na nossa sociedade. Nós, estudantes de Farmácia, somos uma das categorias desses sujeitos que fazem ciência. Ou seja, não basta olhar para a ciência, precisamos também refletir e discutir sobre o que nós estamos fazendo. Fazendo como? Com autonomia ou só reproduzindo? Aí entra o conceito de autonomia educacional do Paulo Freire: quem se limita a reproduzir, não (se) emancipa, não cria, não transforma. Para o CCBEF, portanto, não deveríamos simplesmente reproduzir um modelo importado de congressos ou salões de iniciação científica, mas criar uma atividade que contemple as relações ciência-estudante de Farmácia/estudante de Farmácia-ciência que ocorrem na nossa sociedade. Desta forma, o objetivo geral desta proposta é que os estudantes apresentem, reflitam e discutam sobre o seu fazer ciência na sociedade brasileira. Para tanto, as atividades a serem realizadas devem ser construídas primordialmente pelos próprios estudantes.

Retirado do e-mail do companheiro Antônio – UFRGS com modificações

II Fórum Nacional de Educação Farmacêutica

banner-ii_forum

15 a 17 de Maio de 2009.

CONVITE

Promoção: Associação Brasileira de Ensino Farmacêutico (ABENFAR), Executiva Nacional dos Estudantes de Farmácia (ENEFAR) e Federação Nacional dos Farmacêuticos (FENAFAR) e Ministério da Saúde – Departamento de Assistência Farmacêutica (MS/SCTIE-DAF).

Apoio: Conselho Regional de Farmácia de Santa Catarina (CRFSC), Sindicato dos Farmacêuticos de Santa Catarina (SINDFAR), Fórum Nacional de Educação das Profissões da Área da Saúde – FNEPAS.

Local: Florianópolis, Santa Catarina.

Hotel Mercure

Data: 15 a 17 de Maio de 2009.

INCRIçÕES GRATUÍTAS PARA ESTUDANTES!
EM BREVE MAIORES INFORMAçÕES!

Saudações!

Diretrizes Curriculares Nacionais de farmácia

Para quem nunca leu as Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de farmácia: o tão falado currículo generalista, está aí em anexo o arquivo:

conselho-nacional-de-educacao

As Diretrizes curriculares Nacionais para o Ensino de Graduação de Farmácia definem os princípios, fundamentos condições e procedimentos da nossa formação.

Para estabelecer uma formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, para atuar em todos os níveis de atenção à saúde, com base no rigor científico e intelectual. Capacitando ao exercício de atividades referentes aos fármacos e aos medicamentos, às análises clínicas e toxicológicas e ao controle, produção e análise de alimentos, pautado em princípios éticos e na compreensão da realidade social, cultural e econômica do seu meio, dirigindo sua atuação para a transformação da realidade em benefício da sociedade

Comissão Nacional de Educação

Comissão Nacional de Educação

No  Conselho  Nacional  de  Entidades  Estudantis  de  Farmácia (CoNEEF) de janeiro, em Porto Alegre/RS, foi constituída a Comissão Nacional  de  Educação.

Funcionando  de  maneira  autônoma  à Coordenação  Nacional  da  Executiva  Nacional  dos  Estudantes  de Farmácia (ENEFAR) cabe a esta comissão centralizar os debates e propostas acerca da Educação Farmacêutica no Brasil, possibilitando dar a agilidade necessária para avançar na construção desse tema.

Nos meses que se seguiram foram poucas as ações que consolidaram a  comissão,  porém  no  XXXI  Encontro  Nacional  dos  Estudantes  de Farmácia (ENEF), em Goiânia/GO, esta se fez presente na maioria dos espaços que tiveram à sua luz o debate sobre educação e com esse acúmulo inicial geramos esse relatório contendo as principais percepções  e  propostas  levantadas  nesses  espaços,  além  de  uma
proposta  de  sistematização  dos  trabalhos  para  os  meses  que  se seguem.

Baixe aqui o documento

Esperamos com esse relatório demarcar nosso posicionamento frente o cenário do debate sobre Educação e Ensino Farmacêutico, de maneira que esse sirva como termo de referência para nossas construções. Muito ainda precisa ser construido, retomado e consolidado, mas estamos atentos e nos ogranizando! Acompanhe nesse sítio novidades, ações e publicações da Comissão!